fbpx

atividade física em casa: recomendações da DGS

Para comemorar o Dia Mundial da Atividade Física, a Direção-Geral de Saúde (DGS) lança um documento com recomendações para a realização de atividade física em casa

Para aqueles que se encontram em isolamento social, este é um período sedentário, que pode ser prejudicial para a saúde, bem-estar e qualidade de vida da população. Para contrariar esta tendência, a DGS recomenda a realização de 30 minutos de atividade física de intensidade moderada e apresenta algumas soluções acessíveis e gratuitas.

 

Carregue na imagem para aceder ao documento da DGS.

 

No referido documento, apresentam-se exercícios para manter a sua aptidão cardiovascular, a força muscular e o equilíbrio. Os exemplos incluem atividades domésticas, exercícios com o peso do próprio corpo ou com objetos do quotidiano. Sugerem-se ainda atividades lúdicas de expressão física, que podem ser realizadas com crianças.

Além disso, a mente não é esquecida: é igualmente importante participar em atividades que estimulem o desempenho cognitivo. Nesse sentido, a DGS propõe, principalmente para aqueles cuja condição de saúde que não permitem a prática de exercício físico, ler um livro e jogar jogos de tabuleiro, puzzles ou cartas.

Marlene Silva, diretora do programa nacional para a promoção da atividade física da DGS, afirmou em declarações à Agência Lusa, que estas sugestões foram pensadas em conjunto com instituições de ensino superior, entidades governamentais, desportivas e recreativas.

Este é um #conselhodadgs: seja o mais ativo possível para ultrapassarmos esta fase da melhor forma.


 

O que pensa sobre as sugestões da DGS? Como se tem mantido ativo durante a quarentena? Partilhe connosco! 

Conheça outras iniciativas:

 

 

Artigos criados 44

Um comentário em “atividade física em casa: recomendações da DGS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo