fbpx

novo amor: como salvar o planeta

Novo Amor, ou Ali Lacey, é um compositor, multi-instrumentalista e cantor do País de Gales, cujo último single do seu último trabalho – Birthplace – editado em outubro de 2018, reflecte sobre a poluição ambiental e tenta passar uma mensagem de consciência sobre o efeito da mão humana na natureza, nomeadamente o uso excessivo do plástico que tem vindo a degradar os ecossistemas marinhos.

Novo Amor, em bom português, porque numa viagem à America, apaixonou-se por alguém que o ensinou a ”sentir a música de uma forma mais apaixonada”. Antes, Ali ouvia Eminem em casa no volume máximo, até os vizinhos fazerem queixa à polícia. Preparado para incorporar essa experiência, Ali decidiu transpor as suas vivências para a música.

Novo-Amor-©-Rhodri-Brooks-e1493130449998.jpg
Novo Amor © Rhodri Brooks

No mundo da música desde há bem pouco tempo, nas palavras do músico ”só este ano” começou a ganhar consciência da sua popularidade, do que é ser uma figura conhecida e influente. Aproveitando essa mediatização, Ali decide usar a sua voz para passar mensagens humanitárias e acabar por influenciar os seus fãs e ouvintes.

Quando começou a fazer música, não esperava viajar tanto, nem tão pouco vender tantos discos ou merchandise. Dessa forma, juntou-se à Energy Revolution para ajudar a reduzir os gases emitidos pelo seu autocarro de digressão e o seu merchandise é feito apenas a partir de algodão orgânico e tinta-à-base-de-água. Até o seu disco foi feito em vinil reciclado.

Ao saber dos interesses de Ali e ao ouvirem a sua música, Sil van der Woerd, Jorik Dozy, Sean Lin e a New Fronteir Pictures, tiveram a ideia de juntar a música e aliá-la a uma mensagem importante:

Queremos sempre fazer filmes sobre histórias que importam, especialmente quando são sobre aqueles que não se podem defender por eles próprios. A poluição dos nossos oceanos é um dos maiores problemas atuais. Estão a ser atacados por uma crescente poluição fruto da utilização excessiva do plástico; um fenómeno que do qual todos nós somos responsáveis. Explorámos várias ideias de como iríamos fazer este vídeo e a forma de correspondência com a problemática. Quando ouvimos a música [Birthplace], tudo fez sentido.

Mais de 8 milhões de toneladas de plástico são deitadas ao mar em cada ano. 1,3 milhões de sacos de plástico são usados globalmente a cada minuto. Só os EUA utilizam mais de 500 milhões de palhinhas todos os dias. Em 2050, estima-se que haverá mais plástico no oceano do que vida marinha. Por tudo isto, somos responsáveis.

Assim, os diretores do video exploraram a ideia da canção de Novo Amor e criaram uma história sobre um homem que chega a um planeta Terra perfeito, onde encontra o seu nemesis – a negligência humana – em forma de lixo. Pensaram então em criar uma baleia em tamanho real com resíduos encontrados nas ruas.

maxresdefault
The Story of Birthplace | Youtube

Michael Board, famoso mergulhador profissional, é o personagem que representa a humanidade neste video. Ele mergulhou mais de 250 vezes durante a sua gravação, perfazendo um total de mais de 35 horas dentro de água. Board contracena com a baleia feita a partir de lixo recolhido pelas crianças de Bali que receberam em troca livros e material escolar como parte de uma iniciativa ecológica começada por uma escola primária local.

No final das gravações, a baleia foi tirada da água e desmontada, ficando só o seu esqueleto e transportaram-na para o centro da vila. Lá, a população local removeu o plástico e as redes, substituindo-os por folhas. Agora, é uma atração turística.

Birthplace, enquanto canção, representa mudança e a necessidade de nos distanciarmos do que é tóxico e agarrarmos algo que define o nosso carácter. O nascimento de Novo amor foi a emigração (Emigrate, uma das canções do álbum) do local de nascimento, o deslocamento que implica um movimento na vida. Este trabalho define uma articulação entre essa viagem e a descoberta de um sítio novo e desconhecido. É aprender a tornar-se e a ser-se, com a ajuda do passado.

Novo Amor vem apresentar Birthplace a Portugal no dia 7 de maio, em Lisboa, no LAV – Lisboa ao Vivo.

Artigos criados 44

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo